Software de CRM: Por que começar hoje mesmo em sua oficina

O software de CRM se encaixa em um contexto de mercado cada vez mais abrangente e competitivo, no qual a fidelização passou a depender exclusivamente do relacionamento com o cliente.

 

Encantar e manter um relacionamento duradouro com os consumidores pode parecer uma tarefa complicada, mas para quem entende a importância de uma estratégia de negócios focada no cliente, isso se torna infinitamente mais fácil.

Ter uma estratégia de negócios focada no cliente significa estar centrado em suas necessidades, sem ter que “empurrar” produtos ou serviços para os mesmos. E é nesse contexto que se encontra o software de CRM.

 

Mas o que é de fato um software de CRM?

CRM significa Customer Relationship Management ou, em livre tradução, Gerenciador de Relacionamento com o Cliente. O software de CRM é uma ferramenta de inteligência de negócios que reúne informações detalhadas de cada cliente, bem como um histórico de interações, que permite à empresa aprimorar os atendimentos futuros.

Ou seja, refere-se à um software de gestão que permite que as empresas acompanhem todas as interações com clientes atuais e futuros.

É um poderoso “oráculo” que te entregará respostas precisas sobre quem é seu consumidor e o que precisa.

 

Leia mais: Qual o valor de um CRM?

 

Em terra de cego… Quem enxerga o cliente é rei!

Como muito já foi dito neste blog, um dos fatores de destaque para as empresas do futuro está na experiência do consumidor, muito mais do que preço ou produto.  

As pessoas não aceitam mais serem tratadas como qualquer outra, todos querem exclusividade.

E como entregar ao cliente um atendimento personalizado, se você não o conhece de verdade?

É nesse momento que o software de CRM faz toda a diferença. Com dados estruturados e um histórico completo de interações, você saberá exatamente quem é o seu cliente e quais são suas preferências, gostos e hábitos de consumo.

 

Necessidades do cliente

Por meio do histórico de atendimento e serviços, também fica muito mais simples elaborar estratégias de marketing segmentadas para os interesses de cada um, refinando as ofertas e oferecendo produtos e serviços únicos.

Toda pretensão de venda, sendo de um produto ou serviço, sempre deve partir do conhecimento das necessidades do cliente. Repita comigo, sempre!

A tolerância das pessoas com empresas que só pensam no lucro e em empurrar produtos e serviços está praticamente zerada. Então não seja uma delas.

Ao invés de procurar seus clientes para vender seus produtos e serviços, procure-os para entregar soluções.

 

E novamente repito: isso só é possível se você conhecer seus clientes a fundo.

 

Leia mais: O que o cliente espera da sua empresa?

 

CRM

Antes que você implemente o Gerenciador de Relacionamento com o Cliente que for, é importante que você entenda primeiramente que CRM é uma cultura.

Sim, uma cultura. Pois de nada adianta ter um poderoso sistema de armazenamento de dados voltado para o relacionamento com o cliente se a sua empresa não tem a cultura de entregar a melhor experiência para os seus consumidores.

Só após entender e vivenciar esse modus operandi, é que o software de CRM se tornará seu maior gerador de faturamento.

 

Mas então, como funciona um sistema de CRM?
  • Opera em nuvem

Devido aos grandes benefícios da computação em nuvem – como segurança e praticidade – a maioria dos CRM opera desta forma. Isso porque os dados não se encontram em um computador específico, mas em uma rede, que pode ser acessada de qualquer lugar.

  • Permite que as informações sejam sincronizadas com todos

Por se tratar de um sistema que opera na nuvem, todas as novas informações acrescentadas na rede são instantaneamente atualizadas para todos, possibilitando muito mais agilidade.

 

4 áreas: operacional, analítica, colaborativa e estratégica

1. A operacional, que visa a criação e manutenção de canais de venda e relacionamento com o cliente e nas aplicações de tecnologia de informação.

2. A analítica, que como o nome sugere, explora e analisa dados e informações com objetivo de identificar necessidades por meio do acompanhamento do hábito dos clientes.

 3. A colaborativa, também conhecido como CRM social, que visa os pontos de contato e interação com os clientes, podendo ser por e-mail, chat, telefone, redes sociais ou autoatendimento.

4. E a estratégia, que visa o estudo do mercado, sendo este o processo de se traçar uma estratégia para que os demais tipos de CRM possam ser efetuados com sucesso.

É por meio do CRM estratégico que se pode determinar a necessidade de aumentar as vendas de um determinado produto, por exemplo.

 

Diante dessas opções

Agora que você já entende a importância de se investirem um bom software de CRM, não perca mais tempo e antecipe os interesses de seus clientes antes de seus concorrentes.

Já possui CRM em sua empresa?

Se ainda não tem, mas tem interesse, nós te ajudamos. Receba novidades, clicando aqui!

Não esqueça de deixar seu comentário e até a próxima 😉

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *